Kyrios Christos

Clique aqui para comentar esta publicação


Equivalente hebraico «Adonai» ou do grego «Kyrios» – «Senhor»
Jesus é o Senhor. Kyrios Christos: A história da crença em Cristo desde os primórdios do cristianismo.

Ó Pneuma Kyriou, ativa o Espírito da harpa dentro do meu coração para que a cada batida do coração possamos compor a música das esferas dentro dos nossos corpos e possamos criar um novo corpo com as Tuas Vibrações mais sutis. Compõe o nosso espaço e tempo internos no sentido do nosso universo interno pelo qual consigamos contemplar a Tua Grandiosidade e o Teu Amor.





As palavras de Cristo foram: "Veja o coração que amou tanto e tão pouco recebe em troca." O desejo de Cristo foi para chamar a atenção das pessoas sobre seu amor. Ele pediu que todas famílias deixem uma imagem de seu Sagrado Coração em sua casa.

A Imagem
Focalizando a imagem do Sagrado Coração de Jesus deve nos lembrar de uma relação profundamente pessoal com Jesus Cristo como o centro de nossa espiritualidade. Precisamos viver e experimentar a nossa religião, não como um sistema de leis e práticas, mas como uma espiritualidade de emocionante, pessoal e até mesmo interação apaixonada de amor e amizade com Jesus. O cristianismo é uma religião de amor despertado por uma consciência do amor DIVINO para nós em primeiro lugar. Nas palavras de São Paulo, "É O AMOR DE CRISTO QUE NOS IMPELE".
"De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, Que, sendo em forma de DIVINO, não julgou como usurpação o ser igual ao SENHOR PAI, Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também O PAI DIVINO "AMADO EU SOU", o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória do PAI."






Gostou? Compartilhe esta publicação nas redes sociais

0 comentários:

Postar um comentário